ADVERTORIAL

De mãe a empreendedora de sucesso com o mercado de Apps

Conheça a história da Keyla, empreendedora que apostou no mercado tecnológico de Apps e transformou a realidade financeira da sua família.

Por Arnaldo Foguzzi, n109Twitter Ícone - PNG Transparent - Image PNG Logotipo do ícone do Facebook - Baixar PNG/SVG Transparente

08/09/2021 05h01 Atualizado há uma hora

________________________________________________________________________________________________________________________________________

Keyla tendo mais tempo com seu filho pequeno Lucas

Conciliar a criação dos filhos, cuidar da casa e ainda estar à frente de um negócio não é nada fácil. A jornada de uma mãe empreendedora demanda comprometimento e muita estratégia. E com a reviravolta desses últimos dois anos a missão de tripla jornada tem se tornado cada vez mais desafiadora.

Mas ao passo que essa reviravolta no cenário mundial ressaltou as dificuldades do home office, fez brilhar um mercado ainda pouco explorado que acendeu a chama do empreendedorismo em muitos que se viram sem perspectivas de trabalho.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) e a consultoria IDC, empresas e franquias de hardware, software e serviços em tecnologia da informação devem faturar nada menos que US$ 38 bilhões neste ano, cerca de R$ 146 bilhões de reais.

Em 2021, o Brasil caminha para recordes em número de empreendedores na história, com esta parcela correspondendo a 30% do Produto Interno Bruto brasileiro….

A verdade é que a pandemia trouxe nada mais, nada menos que uma quebra nos padrões de estilo de compra, dando evidência às tecnologias e às inovações que envolvem o segmento de mobile.

Os aplicativos ganharam importância e se tornaram ferramentas fundamentais tanto para as empresas que buscam alcançar seus consumidores, quanto para os clientes que prezam por comodidade e segurança ao interagir com o mundo por meio de seus inseparáveis celulares.

Além de estar completamente em alta, o mercado mobile é um dos poucos segmentos com excelente custo-benefício de investimento, pois não exige aporte inicial alto de capital e ainda é possível ter retorno financeiro em poucos meses, sem falar que a flexibilidade de horário de trabalho permite que você esteja presente no desenvolvimento dos filhos.

E esse é um dos motivos que tem feito disparar o número de procuras por franquias de tecnologia e podem ser uma excelente opção de negócio nesse momento, principalmente para você que está pensando em virar seu próprio chefe e trabalhar sem sair de casa. 

É o caso da Keyla Silva, que apostou na revenda de Apps e além do bom retorno financeiro que teve, encontrou equilíbrio entre a vida profissional e pessoal com a criação de aplicativos para micro e pequenos empreendedores  da sua cidade.

“Começou como um plano B para aumentar a renda e acabou se tornando minha principal fonte de receita.  Consegui ter a autonomia que tanto queria, fazer meu próprio horário, investindo pouco, sem necessidade de aprender programação e tendo um alto faturamento mensal”, explica.

O dilema “tempo com os filhos versus carreira profissional” já não faz parte da vida de Keyla. Mas a oportunidade que a Keyla enxergou não é única. Existe uma grande demanda de negócios locais que não tem dinheiro para contratar desenvolvedores, mas querem muito criar um aplicativo da própria empresa e se conectar com a tendência do mercado.

Aplicativos como Uber, Ifood, Rappi, clínicas de saúde, aplicativos para Igrejas, rádios, pet shops, confeitarias, hamburguerias… 

Trabalhe de onde quiser

Empreendedores mudaram a forma de trabalho home office

Cerca de 100% do faturamento da Keyla hoje é vinculado à criação de Apps. “Eu sabia que a Flipgo faria a diferença, mas os resultados apareceram mais r